Os 5 erros que fazem o terapeuta perder clientes


coluna-flaviani

 

Olá amigos e amigas terapeutas naturais!

A cada dia aumenta o interesse das pessoas em realizar um tratamento natural, que seja menos agressivo que os tratamentos convencionais e que atue na cura integral, não apenas os sintomas. Por qual motivo muitas pessoas começam um tratamento maravilhoso e abandonam? Podem existir questões pessoais, mas também podem existir atitudes do terapeuta que fazem os clientes perderem o interesse e a confiança no tratamento. Veja os 5 erros que devem ser evitados para que você mantenha os seus clientes até o final do tratamento.

1 – Atrasar nos horários

Atualmente o tempo está cada vez mais escasso. São compromissos de trabalho, de estudo, familiares. Muitas vezes o cliente precisa fazer diversos malabarismos para poder estar presente naquele dia e naquele horário, como pedir para outra pessoa buscar os filhos na escola, trocar com colegas de trabalho, mudar o horário de almoço. Por isso é muito importante respeitar o horário agendado. Um pequeno atraso, de até 10 minutos, dependendo do contexto é até tolerável, mais do que isso já causa uma impressão negativa e pode atrapalhar toda a rotina do cliente.

2 – Desmarcar e remarcar as pessoas com frequência

Quando se agenda uma consulta com o terapeuta, a pessoa se organiza, vê o melhor dia dentro das suas possibilidades, da sua rotina. Eventualmente o terapeuta pode ter um imprevisto e remarcar ou desmarcar o atendimento para outro momento, mas isso não deve acontecer mais que uma vez. Quando o cliente é remarcado duas vezes ou mais dá-se a sensação de que ele não é a prioridade, que está sendo jogado para frente para outro atendimento “mais importante”. Sem falar que quando uma pessoa busca terapia, ela está realmente precisando, existe um senso de urgência, e quanto mais distante ou quanto mais o terapeuta adiar o agendamento, menos interesse ela terá. O sentimento de que o terapeuta pode realmente ajudar a resolver aquele problema agudo irá diminuir e a terapia perderá sua importância.

3 – Ser inflexível nos horários quando acontece algum imprevisto

O terapeuta deve buscar seguir rigorosamente seus horários e sua agenda, porém, imprevistos podem acontecer com o cliente. Quando é avisado, o terapeuta pode aguardar alguns minutos, desde que não prejudique o andamento do dia e, dependendo do atraso, remarcar a pessoa para outro horário disponível. Imprevistos acontecem com todos, ninguém está imune, uma dose de tolerância faz com que o cliente sinta-se acolhido e compreendido pelo terapeuta em seus momentos de dificuldade.

4 – Não demonstrar dedicação total desde o início do atendimento

Atualmente temos concorrência em todos os setores da economia e não é diferente nas terapias naturais. O que faz a pessoa escolher você ao invés de escolher outro terapeuta? A principal resposta é a experiência, e não é a experiência em relação ao tempo de atividade, mas sim que tipo de experiência você proporciona ao cliente assim que ele entra em contato com você. Mal atendimento nos contatos iniciais, local pouco atrativo, a pessoa ser tratada como “mais uma na fila do pão”, estar preocupado com outras coisas ou fazer outras atividades enquanto atende a pessoa (como atender celular, responder mensagens, ser interrompido por outros funcionários) são ações que não causam uma boa experiência, que não demonstram dedicação total do seu trabalho para aquela pessoa naquele momento. E essa dedicação obrigatoriamente deve existir, afinal é a sua profissão e a pessoa precisa confiar de que você está dando o máximo de si para ajudá-la a recuperar a saúde.

5 – Ter dois pesos e duas medidas

Se você desmarca com um cliente no dia da consulta, não queira considerar consulta dada caso ele faça o mesmo. Você tem que pensar na relação cliente-terapeuta como uma relação equânime, o que funciona para um também deve funcionar para outro. Nem sempre a pessoa está errada, assim como nem sempre você está certo. Busque ter um equilíbrio na relação entre vocês, afinal, não é só um lado que deve ser compreendido.


Espero que com essas dicas você consiga refletir sobre o modo como tem trabalhado e que aprimore cada dia mais o seu atendimento. O sucesso se constrói de detalhes. E lembre-se: é mais difícil conquistar um cliente novo do que manter um antigo, por isso não relaxe na dedicação ao paciente conquistado, procure surpreendê-lo cada dia mais com seu profissionalismo e sua qualidade!

E você, tem mais alguma dica de ações a serem evitadas? Compartilhe aqui na área de comentários.

Deixe seu comentário